Site Exame – fevereiro de 2012

São Paulo – O morador de um prédio relativamente antigo pode ser surpreendido ao saber que os apartamentos do edifício ao lado – construído de forma similar e na mesma época – estão mais valorizados que o seu próprio imóvel. Um detalhe simples pode ser o responsável por essa diferença de preço: ao contrário do seu prédio, o edifício vizinho tem uma área de lazer.

As facilidades em um prédio são um dos muitos fatores que determinam a valorização ou desvalorização das unidades do condomínio. Até o estado de conservação da fachada pode ser determinante para a diferença de preço entre os dois apartamentos iguais em prédios semelhantes e de mesma idade.

Mesmo que não contribua para a valorização dos apartamentos, benfeitores n as áreas comuns são importantes para que o imóvel não perca valor por parecer maltratado. Quem pensa que está em desvantagem no mercado por causa do estado das áreas comuns do seu edifício deve saber que tem uma carta na manga. Quer valorizar seu apartamento? Então proponha benfeitores na próxima reunião de condomínio.

É preciso apenas ter em mente que boa parte dessas obras precisa de um alvará da prefeitura. De maneira geral, toda obra que afete a estrutura do prédio ou envolva alteração de uso de uma determinada área precisa desse tipo de alvará. Além disso, os profissionais responsáveis e a própria obra devem ter registro no CREA local. “Só não se pode mesmo aumentar a área computável que, é a área máxima de construção em um empreendimento. Se essa área já estiver esgotada, não pode ser modificada”, diz Alex Strotbek, consultor imobiliário do escritório Areal Pires.

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites
Loading...