Planos de saúde mais baratos já nascem com inúmeros problemas

Recente pesquisa do Idec comprova que os planos acessíveis já nascerão com inúmeros problemas. Com rede de atendimento insuficiente, servirão para aumentar a judicialização e se prestam, de forma sorrateira e ilegal, a retirar direitos do consumidor já previstos em legislação ordinária protetiva.

A tentativa de convencer com o discurso de ” planos baratos e acessíveis” mascara a real intenção da proposta, que é vender produtos de assistência médica e não os entregar aos consumidores.

Lançada no final de 2016 pelo atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, a proposta também é apresentada como uma solução para a perda de clientes pelas operadoras de saúde. Contudo, na verdade, o que se sabe de fato é que esses planos são uma farsa, já que empurrarão para a assistência médica pública todos os atendimentos médicos mais complexos, deixando para os planos somente os atendimentos básicos.

 

Por Drª. Melissa Areal Pires, advogada especializada em Direito à Saúde.

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites