Mercado imobiliário deve ficar estável na comparação com 2016, diz CBIC

Apesar dos sinais de recuperação da economia brasileira, o mercado imobiliário ainda opera no campo negativo em 2017, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 11, pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). No terceiro trimestre deste ano, as vendas de imóveis caíram 5,1% na comparação com o segundo trimestre. A quantidade de lançamentos recuou 11%. Os números são do estudo Indicadores Imobiliários Nacionais, uma iniciativa da CBIC e do Senai.

Considerando os dados acumulados no ano, de janeiro a setembro as vendas apresentam queda de 1,5% na comparação com igual período de 2016. A quantidade de lançamentos recuou 8,6% no mesmo período.

Mas, na comparação do terceiro trimestre deste ano com o terceiro trimestre de 2016, os números já mostram reação. As vendas tiveram elevação de 4,2% e os lançamentos, de 14,7%. “O resultado consolidado do ano será conhecido no início de 2018, mas a tendência é que esse segmento fique estagnado em 2017”, informa a entidade.

A expectativa do setor é de melhora em 2018, a depender da capacidade do governo de destravar o crédito e melhorar o cenário jurídico para os investimentos.

O estudo aponta que, se o número de lançamentos não tivesse caído, as vendas de 2017 já poderiam ter superado as de 2016. Mas, segundo o presidente da entidade, José Carlos Martins, o grande número de imóveis devolvidos fez com que as construtoras não conseguissem saldar suas dívidas junto aos bancos. Com isso, não puderam iniciar novos empreendimentos.

Fonte: istoedinheiro.com.br

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites
Loading...