Governo notifica Unimed-Rio e Golden Cross por troca de planos

Golden Cross transferiu os clientes individuais para a Unimed Rio.  Medida visa proteger mais de 160 mil usuários envolvidos em operação.

O Ministério da Justiça notificou a Golden Cross e a Unimed-Rio a prestarem esclarecimentos, sobre a operação de venda e transferência de carteira de planos de saúde individuais e familiares.

Em comunicado, o ministério informou que as operadoras foram notificadas na quarta-feira (9) e que “estão obrigadas a prestar esclarecimentos, dentro do prazo de 72 horas, sobre a alienação da carteira de planos”.

No dia 20 de novembro, as empresas anunciaram que a Unimed-Rio adquiriu a carteira de clientes de planos médicos e odontológicos individuais e familiares da Golden Cross no Brasil. Desde o dia 1º de outubro, todos os cerca de 160 mil clientes pessoa física da Golden Cross passaram a ser atendidos pela Unimed-Rio.

De acordo com as empresas, a operação foi aprovada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), após ter sido validada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

“As notificações e ofícios solicitam que os esclarecimentos sejam respondidos em caráter de urgência”, informou o ministério, acrescentando que “a medida visa a proteger os mais de 160 mil usuários envolvidos dos prejuízos que a alienação pode lhes acarretar”.

Em nota, a Golden Cross informou que “irá fornecer todas as informações, conforme solicitado”, acrescentando que “a migração da carteira de clientes individuais e familiares para a Unimed-Rio foi aprovada pelo CADE e pela ANS”.

Já a Unimed-Rio disse que vai prestar todos os esclarecimentos solicitados e que está seguindo todas as determinações da ANS. “A operadora está trabalhando sem medir esforços para esclarecer as dúvidas dos clientes nesse momento de transição”, informou, em nota.

O governo também solicitou informações à Agência Nacional de Saúde (ANS) e ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para obter mais detalhes sobre os processos que autorizaram a alienação da carteira, além das exigências e garantias prestadas pelas operadoras envolvidas.

Clientes da Golden Cross relatam ter enfrentado problemas com a mudança como não poder ser sem atendido pelo médico da antiga operadora.

Pela legislação, a nova operadora tem a obrigação de manter a rede hospitalar, mas não os laboratórios, nem os médicos. Para evitar mais transtornos, a Unimed anunciou no dia 4 que os ex-clientes da Golden Cross terão todos os benefícios mantidos até 1º de novembro.

O Ministério Público Federal anunciou na semana passada que também vai investigar a saída das grandes operadoras de saúde do mercado de planos individuais.

Para ler essa matéria no site G1, clique aqui

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites