Falta de lei dos distratos trava crédito imobiliário a empresa

O crédito imobiliário para pessoas jurídicas vai esperar um direcionamento sobre a lei dos distratos para voltar a crescer. O mercado, porém, já começa a sentir os reflexos do otimismo para 2019 e pode experimentar o melhor quarto trimestre desde 2015.

“A questão é que a magnitude do crescimento no crédito imobiliário para pessoas jurídicas vai depender da aprovação desse projeto”, diz o superintendente executivo de negócios imobiliários do Santander, Fabrizio Ianelli.

Apesar de aprovado pelo Senado no último dia 21, o projeto dos distratos imobiliários (PLC 68/2018) ainda deve tramitar novamente pela Câmara dos Deputados, que fará nova apreciação referentes às mudanças. De acordo com os últimos dados do Banco Central (BC), mesmo com a melhora no volume de empréstimos imobiliários, o crédito cedido às corporações ainda recua.

Segundo a autoridade monetária, esses financiamentos corporativos atingiram R$ 677 milhões em outubro, um recuo de 2,4% ante o mesmo mês de 2017 (R$ 694 milhões).

Para Ianelli, neste ano, os resultados ainda estão “aquém do que poderia ter sido se o tema do distrato tivesse sido aprovado. É um assunto extremamente importante para o setor”.

Fonte: DCI

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites
Loading...