Confusão marca primeiro dia de atendimento da ANS em São Luís

Usuários da Unimed São Luís e Multiclínicas lotaram salas improvisadas. Todos em busca de informações sobre portabilidade especial.

Muita confusão no primeiro dia de atendimento no núcleo da Agência Nacional de Saúde, em São Luís. O trabalho dos funcionários da ANS está sendo feito em salas improvisadas no Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, no Centro de São Luís.

Por causa da falta de estrutura, clientes dos planos de saúde Unimed São Luís e Multiclínicas, que vão fazer a portabilidade especial, reclamaram da falta de informação e desorganização. Não tinha atendimento prioritário para pessoas com deficiência, grávidas e idosos.

“Poderiam ter sido entregues senhas às pessoas, principalmente para as prioridades, como os idosos”, reclamou a pedagoga Raquel Bonfim.

Depois de 30 minutos de tumulto, a representante da ANS, Lara Chagas, apareceu. “A gente não tem uma unidade da ANS aqui e, por isso, estamos adaptando o atendimento nesse prédio”, explicou.

Para o usuário da Unimed São Luís e Multiclínicas, o prazo para a portabilidade é de 60 dias. A migração para outros planos, no entanto, tem gerado dúvidas. “A preocupação maior é não poder acompanhar os preços das outras empresas”, disse a dona de casa Áurea Pinto.

O atendimento da Agência Nacional de Saúde está sendo realizado no Núcleo Estadual do Ministério da Saúde, que fica na Avenida Alexandre de Moura, nº 182, no Parque Bom Menino, no Centro de São Luís, ao lado do prédio do INSS. Para dúvidas sobre a portabilidade especial, os interessados podem ligar para o Disque ANS: 0800 701 96 56.

 

Para ler a notícia no site do G1, clique aqui.

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites