ANS limita aumento de planos individuais antigos entre 9,04% e 10,17%

O reajuste atinge mais de 425 mil clientes.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fixou, esta semana, em até 10,17%, o reajuste máximo para as mensalidades de 425.105 clientes de planos de saúde individuais, cujos contratos foram assinados antes de 1999. O reajuste varia conforme o convênio: 9,04% para a Amil, 9,47% para a Golden Cross e 10,17% para a SulAmérica, a Bradesco Saúde e a ItauSeg.

No ano passado, o aumento autorizado variou de 7,93% a 9,37%. Segundo a ANS, será permitida a cobrança retroativa de até três meses, no caso de haver defasagem entre a aplicação do reajuste e o mês oficial de correção das mensalidades. Para os contratos individuais assinados após 1999, o teto de correção anual foi divulgado em julho e ficou em 9,04%.

 

Para ler a notícia no site O Globo, clique aqui.

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites